domingo, 1 de agosto de 2010

Exibindo Minha Esposa na Estrada (16 fotos)

Eu sou Marcos, tenho 42 anos e sou casado há três anos com Estéfane de 27. Nós gostamos muito de viajar para a praia na temporada, e foi numa destas viajens que acabei satisfazendo uma das minhas maiores taras que é exibir minha esposa.


Tudo começou quando estavamos no litoral mas resolvemos conhecer uma praia um pouco mais afastada de onde estávamos hospedados.

Estéfe (era assim que eu a chamava na intimidade) colocou um bikine e um short de jeans por cima. Como eu estava cansado, pois havíamos viajados um tempão de carro, ela acabou dirigindo. Estávamos os dois cheios de tesão pois por causa dos preparativos da viajem, ficamos mais de uma semana sem transar. Estéfe é uma lorinha linda e cheia de tesão. Apesar de não ter um corpo escultural eu a acho muito gostosa e sensual. Como ela é novinha, ela tem mais pique para sexo do que eu. Mas eu sou bem safado, e a aí que a nossa história começa.









Eu disse a ela a minha tara de exibí-la na estrada. Ele falou que eu era maluco, que aquilo podia dar até cadeia. Eu então fiz uma proposta para quebrar o gelo. Pedi para tirar uma foto só do biquinho de seio dela. Sem esperar muito pela resposta, peguei a câmera e comecei a puxar com a ponta do dedo o pequeno bikine dela que acabou liberando aquele mamilo delicioso. Ela protestou, eu tirei uma foto rapidinho, mas como a foto saiu tremina ela deixou eu fazer uma outra foto, mas desta vez sem reclamar e até empinando o peitinho.











Ela continuou dirigindo e eu provoquei ela de novo, falando que quando ela está excitada o biquinho dela fica muito mais gostoso e o peito dela maior! Ela me repreendeu dizendo:-"Como você quer que eu fique excitada se estou aqui dirigindo e prestando atenção na estrada?". Eu apenas respondi:-"Assim...". Libertei o seio direito dela e comecei a apertar o biquinho. Eu sabia que ela adorava e ela começou a entrar no clima e a gemer, implorando que eu parasse.










Sua respiração começou a ficar ofegante e eu peguei aquele bico com a ponta dos meus dedos e comecei a girar, apertando eles com força. Ela parou de reclamar e eu só ouvia os gemidos dela shhhhhhh.... ahnnnnn... shhhh.














Então eu enchi minhas mãos com aquele seio e comecei a bolinar minha esposa andando come ela no meio da estrada que naquela hora tinha pouco movimento. Ela começou a ficar preocupada e pedia para parar, que algum caminhoneiro poderia ver ela...














Eu aproveitei a deixa e disse que se o caminhoneiro visse ela assim, provavelmente iria ficar de pau duro na hora! Daí eu falei para ela imaginar um caminhoneiro negrão, forte e super bem dotado, na boléia do caminhão, chamando ela de puta e mandando ela chupar o pau dele. A Estéfe ficou doidinha e repetia que estava adorando a ideia, e que eu iria ser um corno porque a mulherzinha dela iria chupar um pau negro de caminhoneiro. Ela também dizia que o caminhoneiro iria arrombar ela na boléia do caminhão! Nisso ela já foi passando a mão por cima do meu shorts para sentir o meu pau que estava bem duro. Ela estava completamente desinibida agora e com muito tesão.







Neste momento eu liberei seu seio esquerdo e comecei a apertar o bico do direito. Ela reclamou:-"Pára Marcos...alguém pode ver, você sabe que eu fico maluca quando alguém aperta meu biquinho assim...mmm". Eu nem me importei e continuei bolinando ela. Eu vi pelo retrovisor um carro se aproximando. Era um vectra preto com um filme não muito escuro. E dava para ver que tinha um cara dentro. E ele estava interessado na ação, pois ultrapassou a gente e ficava olhando pelo retrovisor. Eu continuava bolinando a minha esposa. Ficamos vários quilômetros neste jogo.








Eu praticamente oferecia o bico da Estéfe para ele. As vezes ele emparelhava com a gente só para poder ver melhor. E a Estéfane fingia que nada acontecia. Continuava dirigindo e com a respiração muito ofegante. Podia-se ver pela cara dela que ela estava adorando.




Novamente o cara ultrapassou a gente e dava para ver nitidamente que ele estava batendo uma punheta para ela enquanto dirigia. Eu já estava começando a ficar preocupado com as segurança no trânsito, mas acabei metendo a mão na bocetinha da Esféfe que nesta hora já estava completamente molhada de tesão. Eu batia uma siririca rápida para ela. Ela com sua mão direita batia uma para mim e o cara na frente também se punhetava no carro.





Eu como já tinha libertado os seios dela completamente, me estiquei no banco e deixei ela me masturbar gostoso. Quando passava algum caminhão do outro lado da pista, os motoristas buzinavam, alguns chamavam ela de gostosa e teve um que até colocou a mão para fora e mostrou um sinal de chifre... Neste momento eu percebi que o cara da frente tinha gozado e parou no acostamento, acho que para se limpar.





Eu disse para a minha esposa que queria gozar e se ela toparia gozar junto dirigindo. Ela deu um sim bem tímido e eu falei que o pau do cara do carro que tinha passado era bem grandão e que se ela quisesse eu deixaria ela chupar ele no banco de trás do nosso carro. Eu disse que o pau do cara era bem grandão e ela não iria conseguir colocar ele todo na boca. Ela brincou e falou que chuparia só a cabecinha do 'gostosão do vectra'.




Ela foi ficando cada vez mais excitada e acelerava a minha punheta. Aí eu falei que aquele cara deveria ter gozado bastante vendo as tetas dela e que ela era muito gostosa e uma verdadeira puta de estrada. Que ele deveria ter melado o carro todo e que se ela estivesse lá precisaria limpar tudinho para não deixar sujo o carro do 'gostosão do vectra'. Eu também falei que ela era uma vagabunda que gostava de se exibir para todo mundo e fazer os caras gozarem bastante leite.




Daíe ela começou a gemer baixinho e gozar igual uma gatinha manhosa enquanto eu enchia a mão dela com a minha porra que não parava de sair do meu pau por causa de tanta sacanagem.















Depois, tivemos que parar num posto de gasolina para se limpar e reabastecer, mas isso já é uma outra história...

2 comentários:

  1. Queria ser o cara do vectra...gozei só lendo o relato....deliciaaaaaaa...so for de sp me contate- caralegalsp@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Visite o nosso blog www.tatycasada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir